O que são | O Sétimo Círculo | O Oitavo Círculo


Sofia e Qenqo Harawi Qespeq - Pedra Bela 09/2012

Agradecimento do Ancião Qenco Harawi Qespec,
um dos fundadores do Círculo e diretor espiritual
do 7º Círculo de Anciãos e Anciãs de Sabedoria

 

“Muy espiritualmente, a La Republica de Brasil:

...mis agradecimientos de todo mi corazón, caminando en este camino espiritual, seguimos continuando por El desde Itaporã de Brasil, solo me queda agradecer por dar me esta oportunidad más para adelante de mi vida mística. Gracias a los organizadores,  cada uno de ellos.”

 

     Em nosso serviço espiritual nos deixamos levar
ao sabor de marés e, de voltas em voltas, chegamos ao
7o. Círculo de Anciãos e Anciãs Sábias do Planeta.

Girando, dele saímos todos com a sensação e o pressentimento de que algo muito grande e importante nos aconteceu, nos atravessou e fez com que vidas e corações derivassem rumo a outros horizontes e atmosferas de acontecimentos inesperados, profundos e indescritivelmente poderosos.

É sempre uma grande alegria quando o homem descobre
o que pode, do que é feito e põe à prova sua vida.


É ainda uma grande oportunidade quando ele consegue fazer isso acompanhado com outros que se dispõem  a caminhar juntos,  já sem limitar o desejo e o alcance de suas conquistas por uma individualidade vazia, uma autonomia precária ou mesmo uma paz pessoal  que se fecha na busca por um silenciar surdo e alheio à marcha
de nossa  Casa  Planeta/Mãe Terra/ Pachamama.


Dançando reduzimos o mundo ao tamanho de uma Maracá...
  (Raimundo Dessana)

De fato demos um passo à diante e juntos, como disse Antonio Lamas, ancião argentino, vislumbrando o início deste caminhar em união entre homens de diferentes culturas e, por que não, de diferentes épocas. 



Por isso mesmo, sabemos que ainda resta muito a ser feito, até que possamos habitar essa Casa Planeta com mais respeito, gratidão e sabedoria.


Ainda resta muito para a humanidade  aprenda a trilhar caminhos simples que nos ensinem uma nova cultura da Terra, já sob o signo da união,  da soma de forças,   da riqueza e da abundância que não podemos deixar de perceber em tudo aquilo que juntos sabemos, percebemos e movimentamos.


A abertura do Sétimo Círculo no dia 19/09/2012.
Foi aceso o Fogo Sagrado que permaneceu aceso até o término do encontro.

 

A realização do Círculo

A organização do 7º Círculo foi realizada pela ONG Instituto Ser Humano.
O sítio de Pedra Bela existe há 15 anos sob a gestão do Instituto e serve como base para os trabalhos espirituais junto à Mãe Terra. 
Esta ONG, estatutariamente, não tem fins lucrativos. Todo seu trabalho foi voluntário e cada um dos organizadores pôde atuar onde o seu talento melhor pudesse se expressar. Assim foram criadas as comissões de trabalho (curadoria, comunicação, recepção, cozinha , limpeza, manutenção, infra-estrutura e obras, financeira, corrida com o Bastão, etc..).
Nos reunimos, quinzenalmente, para resolver questões e atualizarmos o andamento de cada comissão.

O grupo de pessoas que realizou a organização do encontro no Brasil esforçou-se por mais de um ano  
para que o esperado encontro pudesse  ser realizado. Neste trabalho fomos descobrindo muitas dificuldades, mas ,sobretudo, descobrimos o poder que existe em confiarmos a força de nosso trabalho a uma ideia que acreditamos e que juntos sustentamos .

 



A feliz e super competente equipe da cozinha

Descobrimos que existe grande abundância dos mais variados recursos, e que nossos espíritos e mentes trabalhando em comunidade são capazes de gerar novos territórios, de construir mundo e, de fato, transformar nossa realidade, seja ela material  e objetiva, seja no âmbito de nossas relações, dos  trabalhos individuais e coletivos e, como estivemos afirmando durante o 7o circulo, em nosso planeta.

Foi a descoberta dessa abundância que tornou este último  Círculo possível, envolvendo mais de 70 pessoas em sua organização, assim como, a participação de mais de 200 pessoas entre anciãos e peregrinos.

Todos estes participantes podem e, segundo entendemos por aqui, devem apropriar-se desse Círculo e tomar parte ativa nesse movimento planetário.

 

Recursos financeiros


O sistema de captação de recursos teve como base a própria rede de relações  do Instituto Ser Humano,
isto é, não, contamos com apoio de empresas ou governos para o financiamento do evento, apenas a doação de pessoas físicas
que se identificaram com os propósitos do 7º. Círculo e/ou com a construção do Qoricancha.

Foram criadas diferentes modalidades de patrocínio, cada uma com um valor de contribuição e suas contrapartidas.
Realizamos também atividades diversas com o intuito de divulgar e de arrecadar fundos para o Círculo,
tais como eventos culturais, palestras, oficinas, Temascais, rifas e vendas de produtos naturais. 

Criamos ainda um sistema de contribuição que chamamos de “adote um Abuelo(a)” ,
no qual o patrocinador se responsabilizou pelo contato com um dos abuelos, a compra de sua passagem
e a recepção do mesmo durante o Círculo. Com isto,  “adotamos” cerca de 27 anciãos /anciãs.

Com o montante de contribuições pudemos construir o Qoricancha, aumentar  a quantidade de banheiros e chuveiros,
melhorar a rede de água e esgotos biológicos, estender a rede de iluminação,
aumentar a capacidade do setor de cozinha, criar áreas alternativas para refeitórios,
recepção, reuniões, camping e sinalizar o espaço.



 

    

 



Ainda usamos parte destes recursos para adquirir os alimentos que foram utilizados nas refeições durante o encontro,
alguns plantados no próprio sítio, comprados na rede local, ou em cooperativas de produção orgânica de alimentos.

É importante salientar que o trabalho foi voluntário, isto é, nenhum dos organizadores nem a ONG Instituto Ser Humano,
nem qualquer dos anciões /anciãs ou peregrinos recebeu qualquer tipo de pagamento nem houve qualquer tipo de lucro com o Círculo.


 A programação


Durante o 7o  círculo tivemos momentos importantes, onde pudemos trazer nossas diferenças à mesa
para que entre mulheres e homens curássemos as feridas históricas que devem ser abandonadas e purificadas.
Esse perdão veio à tona, assim como a limpeza que nos brindaram as águas e os ventos.


Eles vieram para abrir o tempo para dias claros, para o dia do equinócio no qual o trabalho das mulheres mostrou a força impecável
que possui para curar, equilibrar e elevar-nos à vibração amorosa que fez o nosso entendimento possível.


O encontro, começou um dia antes do previsto (19/10/12), teve seu início tradicional quando foi aceso o fogo sagrado, que perdurou por todo o Círculo.

     
O Círculo de Mulheres - oferenda à Água
 
A abertura onde foi aceso o Fogo Sagrado


Foi realizada uma cerimônia de nomeação de representantes regionais, que levam as mensagem e ensinamentos trocados às comunidades que,
em seus países, se alinham com o círculo. Como já imaginávamos, a programação concebida pela equipe do Brasil foi virada de ponta cabeça por nossos abuelos que, seguindo suas orientações espirituais, acabaram indicando um caminho novo os trabalhos ao longo do Circulo.

Estamos certos que todos os participantes tiveram oportunidade para expressar-se,
compartilhar suas tradições, colocar suas experiências, neste caminhar.

CONCLUSÃO

Elevar nossas almas e pensamentos ao nível planetário, foi, e

continua sendo, uma  tarefa das mais difíceis que se nos

apresentou até o momento, pois para tal, devemos romper

barreiras culturais e étnicas, divergências nacionais provenientes

de orientações políticas partidárias, assim como barreiras do

tempo, que sempre apresentarão os limites entre gerações.

Algo que agora percebemos

ser uma de nossas maiores fontes de riqueza.
 

 

Já o novo, sem resignar-se ao antigo, abre espaço
para que o melhor e mais livre de nossa ancestralidade venha à tona com uma nova força de expressão.


Aproveitando-se das duas pontas de nossa experiência fazemos

ponte para a memória da Terra trabalhar nos tempos de hoje,

onde o mais elementar da vida parece esquecido

e vem levando a humanidade ao limite de impor

como condição de sua sobrevivência,

a destruição daquilo que é no planeta sua própria fonte de vida.

 

Ao final, resultou fortalecimento para todos e a certeza da continuidade deste movimento.

O 8º. Circulo de Anciãos e Anciãs será na Espanha.
Clique aqui para saber mais.